Você se sente inseguro com tanta violência e não aguenta mais investir em segurança na sua empresa?

Segurança
Postado em: 13/06/2018

New
Segurança
Você se sente inseguro com tanta violência e não aguenta mais investir em segurança na sua empresa?

Você se sente inseguro com tanta violência? Investe muito em segurança e, ainda assim, se sente frustrado? Pois saiba que você não está sozinho. A sensação de insegurança é um dos grandes dilemas da humanidade. Ela abrange aspectos físicos e emocionais. O medo, que muitas vezes leva ao desespero e à revolta, desencadeia doenças, como depressão e síndrome do pânico.

Isso faz com que muitos brasileiros deixem o país e migrem com suas famílias para o exterior. Em épocas consideradas de crise, esse número de pessoas aumenta. Tudo isso em busca de uma tranquilidade difícil de se conquistar, especialmente em países grandes e com diferenças sociais gigantescas como o Brasil.

A saída das pessoas, na solução do problema, parece ser construir muros cada vez mais altos em torno de suas casas e investir em portarias inteligentes para se sentirem protegidas. Infelizmente, este é um dos principais danos que a insegurança promove na vida de qualquer indivíduo: provocar a construção de uma prisão para si e criar uma falsa sensação de segurança.

Preocupação atinge todos os empresários

Se você é um empresário, de qualquer setor, talvez já esteja cansado de investir tanta energia e dinheiro em segurança privada. Na falta de confiança na segurança pública, o caminho acaba sendo investir mais e mais na construção de grandes muros, segurança armada e novas tecnologias. Quanto maior a empresa, maior o investimento. Mas, se o investimento é necessário, o foco deve ser analisar qual o melhor investimento. Aquele que realmente dê o melhor retorno.

Algumas so efetivo de segurança, já que trata-se de pessoas. Muitas vezes, uma grande equipe de segurança gera ainda mais riscos. Não é fácil contratar mão de obra qualificada e de confiança no setor. Além disso, funcionários desarmados têm a tendência natural de se desesperar e se render diante de situações de extrema violência, quando são vítimas de grupos criminosos organizados. É uma questão de sobrevivência.

Se parados não podemos ficar, então faz sentido investir em seguros pessoais, residenciais, comerciais e adotar toda a tecnologia possível para solucionar esse problema. Porque fugir não resolve. Além disso, a insegurança afeta diretamente os relacionamentos interpessoais.

Equipe insegura não rende

Todo gestor sabe que construir equipes com pessoas inseguras é um dos grandes desafios, já que isso interfere no desenvolvimento das ações e pode atrapalhar ou impedir o avanço no cumprimento das metas. O nível alto de stress torna todos mais suscetíveis às doenças físicas, ataques emotivos e o ambiente de trabalho se torna hostil e pesado.

Um empresário inseguro não tem a ousadia necessária para investir, se atualizar e seguir o mercado. Se ele não tomar uma atitude e se desenvolve como líder diante seus negócios, se estagna ou morre na praia. Ainda mais nos dias de hoje, quando a concorrência é pesada e todos querem crescer rapidamente, com a ajuda do meio digital.

Tirar uma pessoa desta prisão é promover o desenvolvimento humano e despertar a criatividade. Isso é possível no ambiente corporativo por meio de investimentos em tecnologia, mesmo que isso pareça incompatível. Mas não é.

Novas soluções elevam as possibilidades de visibilidade e lucratividade de uma empresa e faz com que ela suba patamares dentro do mercado. A mudança de paradigma exige uma equipe motivada e alinhada com o novo propósito, com ideias não lineares e nova energia. Esse tipo de comportamento, que incentiva o desenvolvimento humano, gera segurança, para todos e para a empresa.

É quando o empresário sabe que seus dados estão seguros por meio da tecnologia. Que sua empresa está segura fisicamente e seu estoque poderá ser reposto. É preciso achar meios para estar preparado para os imprevistos e não se lamentar após as ocorrências. Não é possível contar com a sorte, mas se previnir.

Com algumas dicas de segurança e novas ideias de investimento sendo colocadas em prática, você, que é empresário, poderá continuar a empregar centenas de pessoas e seguir a sua missão de vida. E o melhor: no seu país, com sua família e voltar a se sentir o dono da situação:
● Segurança nas redes: os ataques aos sistemas de rede acontecem, diariamente, e atingem todos os tipos de empresa. Os hackers têm se tornado cada vez mais sofisticados e as políticas de segurança parecem não acompanhar essa sofisticação. Por meio de softwares e serviços de segurança na rede, é possível impedir a entrada de malware e proteger dados contra acessos não autorizados, interrupções ou golpes.

● Treinamentos de segurança: com sistemas disponíveis cada vez mais, sofisticados, vale mais poucos funcionários treinados do que um batalhão de pessoas sem capacidade de solucionar crises. De nada adianta, nos dias de hoje, colocar uma ou duas pessoas olhando câmeras de um prédio ou empresa o dia todo, porque trata-se de olho humano e isso é propenso a falhas. Vale investir na automação dos sistemas.

● Automação de segurança: já existem empresas especializadas no atendimento a grandes setores empresariais, como aeroportos, centros de distribuição, universidades e até hospitais. Elas oferecem serviços de automação para a área de segurança, quando câmeras são colocadas, mas junto a elas são instalados softwares sofisticados. Eles fazem a leitura de placas de carro e até reconhecimento facial.

● Segurança de comunicação: hoje existem soluções de comunicação unificada, que vão além de centrais telefônicas, porque integram voz, vídeo e mensagens. Ajuda na produtividade, performance, mas também auxilia nas estratégias de segurança. Há serviços, como servidores e data center, assim como projetos, sendo desenvolvidos especificamente para os setores de saúde, educação, governo e meio corporativo.

● Acesso a videoconferências: os sistemas imersivos de telepresença ou serviços pessoais para smatphones possibilitam atingir um nível maior de segurança e confiabilidade na comunicação. Isso pode diminuir a necessidade do acesso de pessoas estranhas em sua sede ou base.

● Infraestrutura: a instalação de soluções de infraestrutura para rede de dados, telefonia, câmeras e também parte elétrica podem minimizar muito os problemas com relação às falhas na segurança. Estruturas bem pensadas, por meio de conectores ópticos e dutos, intimidam ações contra a empresa, porque fazem parte de soluções integradas.

● Sistema inteligente de CFTV: quando se fala de sistemas inteligentes, chegamos às sofisticadas câmeras IPs e software de gerenciamento. O antigo circuito fechado de TV, que distribuía sinais a partir de câmeras de locais específicos, para um ou mais pontos de visualização, usado para segurança patrimonial evoluiu. E hoje os equipamentos possuem recursos de inteligência e tecnologia de alta performance. Com isso, a empresa pode obter informações por meio das imagens e gerenciá-las. 
Logo falaremos sobre como é possível utilizar estas soluções de CFTV para:

⦁ Acompanhar e gerenciar o processo produtivo das empresas.
⦁ Avaliar o desempenho dos seus profissionais.
⦁ Identificar pessoas, objetos deixados ou removidos
⦁ Placas de veículos, assim como entrada e saída automatizada de automóveis.
⦁ Determinar circulação de pessoas em ambientes restritos, entrada e saída de estacionamentos e pedágios.
⦁ Obter imagens de qualidade em situações de neblina, nevoeiros, poluição, queimadas, itens submersos e até em locais com baixo nível de luminosidade.

Vale lembrar que para otimizar os custos de um sistema de segurança é preciso, antes, fazer uma análise minuciosa das necessidades do seu negócio. Com estudo técnico e detalhado, para identificar quais as situações de risco reais e pontos críticos que afetam a sua empresa e segmento.


Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites